PRISCA Avaliação de Risco Fetal

PRISCA 4.0 é um software de cálculo estatístico de risco para o síndrome de Down (trisomia 21), síndrome de Edwards (trisomia 18) no primeiro e segundo trimestre de gravidez e para o defeito do tubo neural (DTN) no segundo trimestre.

O risco calculado pelo software não é confirmatório de anomalias cromossomais, mas a a sua aplicação é um auxílio adicional no diagnóstico in vitro. 

O risco calculado baseia-se na idade materna, idade gestacional, história clinica relevante e na medição de múltiplos marcadores bioquímicos utilizados no rastreio pré-natal. Os valores das medianas entre as semanas 10 a 13 (primeiro trimestre) e 14 a 21 (segundo trimestre) têm que ser documentados para cada um dos marcadores. 

Compara-se o resultado sérico de cada marcador com a respectiva mediana e de acordo com a idade gestacional, expressando o resultado em múltiplos de mediana (MoM). Este tratamento é válido para todos os testes bioquímicos: PAPP-A e β−HCG livre, durante o primeiro trimestre, AFP, HCG (ou β−HCG livre) e Estriol livre, durante o segundo trimestre. Opcionalmente, a MoM pode ser calculada para a translucência da nuca- medição ecográfica do primeiro trimestre-  combinada com marcadores bioquímicos.

PRISCA 4.0 utiliza MoMs corrigidos com base na idade gestacional, peso materno, etnia, fumadora, gravidez gemelar, diabetes e FIV. 0055ma vez obtido o valor de MoMs corrigido, a probabilidade do rácio é calculada para cada um desses valores. A combinação dos diferentes rácios com o risco da idade maternal dá origem ao risco pré-natal.

Por favor, consulte-nos para mais informações sobre os testes e sua utilidade. Estamos à sua disposição!